Translate

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Filho Pródigo


Hoje, em meu exercício diário de caminhada, presenciei uma cena que fez lembrar-me uma parábola bastante conhecida da Bíblia Sagrada. Um filhote de rolinha voando, desajeita, perdida entre as folhagens, sob uma árvore da qual provavelmente havia se despencado, consequência da fuga de um ninho. Talvez você, caro(a) Leitor(a), já tenha descoberto qual é a parábola da qual me refiro. É esta mesmo: a do filho pródigo! no evangelho de Lucas 15 - 11 lemos quando Jesus relatou aos discípulos a história cujo pai tinha dois filhos, sendo que o mais jovem exigiu do mesmo toda a herança que lhe cabia, partindo para uma terra longínqua. Gastando toda sua fortuna nos prazeres terrenos, sofrendo todo tipo de provações e humilhações, regressa arrependido à casa do pai, pedindo perdão. Sendo perdoado e tratado pelo bondoso pai com regalias, despertou o ciúme do irmão mais velho, que pôs-se a questionar a atitude do pai: "...Nunca me deste um cabrito para alegrar-me com meus amigos. Vindo, porém, este teu filho, que desperdiçou a tua fazenda com as meretrizes, mataste-lhe um bezerro". Ao que o pai respondeu: "Tu sempre estás comigo, e todas as minhas coisas são tuas. Mas era justo alegrarmo-nos e folgarmos, porque este teu irmão estava morto, e reviveu; e tinha-se perdido, e achou-se". (Lucas 15, 29 - 32). Analisando a condição do filhote do começo desta crônica, podemos nos perguntar: neste momento, será onde nos encontramos? longe da casa paterna, à mercê do mundo e suas mazelas, ou habitando no esconderijo do Áltíssimo como diz a Palavra em Salmo 91?

"Esquadrinhemos os nossos caminhos, experimentemo-los, e voltemos para o Senhor."
Lamentações 3:40

Atentemos para estarmos sempre sob a proteção do misericordioso PAI.

Nenhum comentário: